Roger Waters
Roger Waters participa de show em prol da Palestina [assista]

Roger Waters participa de show em prol da Palestina [assista]

Além de ex-Pink Floyd, evento também contou com Cat Stevens e teve transmissão ao vivo

Na última sexta-feira, 21 de junho, ocorreu em um local inicialmente secreto (a pequena igreja de “St. Pancreas”, em Londres), uma apresentação em prol da “paz, justiça e liberdade” para os povos palestinos.

 

Intitulado “Rock for Palestine” ou “Stand Up for Palestine” (“defenda a Palestina”), também tinha o propósito de arrecadar fundos para a campanha eleitoral de Andrew Feinstein, que concorrerá de forma independente ao cargo de primeiro-ministro do Reino Unido contra o líder trabalhista, Keir Starmer.

 

Roger Waters e Dave Kilminster tocando “Wish You Were Here”

 

Feinstein é sul-africano e foi membro do Parlamento do ANC (“African National Congress”) na África do Sul durante mais de sete anos, onde serviu sob Nelson Mandela. Atualmente, é Diretor Executivo da Shadow World Investigations“, organização não governamental que “realiza investigações pioneiras em casos de grande corrupção, prevaricação corporativa e militarismo, predominantemente, mas não exclusivamente, no comércio global de armas”.

 

O evento foi parcialmente organizado pela Double Down News (DDN), um meio de comunicação alternativo britânico que produz filmes e entrevistas a partir de uma perspectiva de esquerda e crítica ao Partido Conservador. Foi no canal da instituição que houve a difusão integral do acontecimento, que durou cerca de duas horas (veja abaixo).

  • Acesse
  • Doe
  • Compre
  • Espalhe

Consumir nossos trabalhos nos ajuda muito e somos verdadeiramente honrados por você gostar!

Siga nossas redes sociais e interaja com nossas postagens, é de um valor gigantesco e você receberá atualizações e informações importantes:

Que tal doar QUALQUER valor?
Mas, por favor, não se sinta na obrigação, dê apenas se e quanto puder.

  • PIX
  • Link
  • Assinar

Confirmação: Giovany Gabriel Faria da Silva | Mercado Pago

Clique em uma das sugestões abaixo ou no último botão para optar por qualquer valor.

Toda a movimentação será feita em um site seguro (Mercado Pago*) e com vários opções (cartão, boleto, lotérica, pix etc.).

* Doação única com conferência de valor antes, garantia de devolução integral e opção de parcelar sem acréscimo.

Clique em uma das sugestões abaixo ou no último botão para optar por qualquer valor.

Atenção: doação mensal; cancele quando quiser.

Toda a movimentação será feita em um site seguro (Mercado Pago*) e com vários opções (cartão, boleto, lotérica, pix etc.).

Fãs de Pink Floyd encontrarão produtos de qualidade e exclusivos

Segurança, várias formas de pagamento e parcelamento, garantia de devolução e você recebe no endereço que indicar!

Sabe aquela pessoa que também gosta?

Recomende esta página a compartilhando em uma das suas redes sociais:

Sua divulgação será nossa melhor propaganda, vai nos ajudar MUITO.
Valeu demais! 💜

A primeira apresentação da noite (início às 19h50 no horário local) ficou com Lowkey. O rapper e ativista londrino é um oponente vocal do sionismo (o caracteriza como colonialismo e limpeza étnica) e patrono da Campanha de Solidariedade à Palestina. Ele discursou e apresentou três canções (“Long Live Palestine”, “Ahmed” e “Ghosts of Grenville”) acompanhado das cantoras Mai Khalil e Kaia Laurielle e com Karim Kama no piano.

 

Lowkey acompanhado por Mai Khalil e Kaia Laurielle

 

O segundo a figurar foi o lendário músico britânico Cat Stevens, que adotou o nome “Yusuf Islam” após sua conversão ao islamismo em 1977. Ele iniciou sua apresentação dizendo querer “adicionar outra voz pelas crianças, (…) as mais inocentes e puras, (…) e quem quer mate uma alma inocente é como se estivesse também matando toda a humanidade”.

Antes de apresentar seu clássico de 1970 “Wild World” (“mundo selvagem”), Yusuf disse que, apesar da canção ter tido um significado para ele, ganharia um novo naquele dia e que achava que o público perceberia.

“Os pais estão ficando mais e mais necessitados para ajudar seus filhos a atravessar esse tenebroso e escuro período, mas eu não digo que é tudo escuro porque eu amo, eu amo o que está acontecendo aqui esta noite. É bonito e é brilhante, e há uma luz, mas, para muitos, nós podemos ver os políticos espertos e elegantes fazendo fila e ordenando que seus homens uniformizados saiam e destruam nosso mundo”.

YUSUF “CAT STEVENS” ISLAM
Trecho com Yusuf Cat Stevens apresentando “Wild World”

Yusuf Cat Stevens também apresentou “All Nights, All Days”, “The Boy Who Knew How to Climb Walls” e, ao final, leu uma carta de uma mãe palestina.

 

A terceira e última apresentação da noite foi do ex-Pink Floyd Roger Waters e durou cerca de 35 minutos. O baixista começou lendo um discurso escrito, segundo o próprio, enquanto passava a noite sem dormir durante o voo dos Estados Unidos, onde mora, para a Inglaterra. Suas palavras foram embasadas pela letra do clássico “Wish You Were Here”, que fala sobre escolhas. Roger confirmou que a compôs como um “lamento pela morte de uma amizade de infância: Syd Barrett, mas que naquela noite seria pela Palestina. Citando versos da música sobre as dicotomias (“diferenciar o Paraíso do Inferno/céus azuis da dor”), Waters foi enfático ao dizer que cabia ao povo escolher Andrew Feinstein, criticando duramente o concorrente Keir Starmer. Ainda disse que o que estavam fazendo ali naquela noite também era uma escolha, e que a busca de justiça para o povo palestino era estar do lado dos direitos humanos.

Visite nossa Loja

“Tenho certeza de que muitos de vocês, como eu, vivem à beira das lágrimas. Vivemos à beira do desconforto, à beira das lágrimas, porque sentimos empatia por nossos irmãos e irmãs em Gaza e em outros territórios ocupados na Palestina”.

ROGER WATERS

Acompanhado de Dave Kilminster, guitarrista de suas turnês há 18 anos, ambos no violão, Waters brincou antes de “Wish You Were Here” perguntando ao companheiro “qual era o tom da música”. Com Kilminster continuando no violão, Roger tocou piano na faixa “The Bar”, que segundo ele era sobre “comunidade e como nós podemos nos unir em comunidades e conversar entre nós, não importa se em bar bebendo algo ou em uma igreja com pessoas adoráveis”.

Participação completa de Roger Waters postada em seu canal oficial



Últimas Postagens


Junte-se às nossas Newsletters

Inscreva-se em nosso boletim: você receberá APENAS mensagens importantes (notícias do Pink Floyd, informações sobre The Carnawall e promoções exclusivas).

Clique nos botões e/ou digite (corretamente) seu endereço de e-mail:

Newsletters

Você poderá se desinscrever com facilidade quando quiser!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X